Neurologia

11 de fevereiro de 2015

Cientistas conseguem "desligar" cromossomo da síndrome de Down

Cientistas da Universidade de Massachusetts conseguiram silenciar o cromossomo extra da trissomia 21, também conhecida como síndrome de Down. Os cientistas fizeram o estudo em células, mas acreditam que a descoberta pode pavimentar o caminho para estabelecer terapias potenciais contra o mal. O estudo foi divulgado na revista Nature.




A síndrome de Down é causada pela presença de três cromossomos 21, ao invés de dois, como normalmente ocorre. A anomalia causa problemas cognitivos, desenvolvimento precoce de Alzheimer, grande risco de leucemia na infância, defeitos cardíacos e disfunções dos sistemas endócrino e imunológico. Ao contrário de desordens causadas por genes individuais, corrigir síndromes causadas por um cromossomo inteiro se mostrou um desafio para cientistas. Mas esse tipo de pesquisa teve passos importantes nos últimos anos.

"A última década teve grandes avanços nos esforços de corrigir desordens de gene único, começando com células in vitro e, em muitos casos, avançando para tratamentos in vivo e clínicos", diz Jeanne B. Lawrence, líder do estudo e professor da universidade. "Em contraste, correção genética de centenas de genes em um cromossomo extra inteiro tem permanecido fora do campo das possibilidades. Nossa esperança para aqueles que vivem com síndrome de Down é que essa prova de um princípio abra muitas animadoras novas avenidas para estudar a desordem agora e trazer para o campo das considerações o conceito da 'terapia cromossômica' no futuro."

Para chegar a esse resultado, os pesquisadores usaram um gene do RNA chamado de XIST, que é encontrado em fêmeas de mamíferos e é capaz de silenciar um dos dois cromossomos X, impedindo que ele processe proteínas. Com o uso de células-tronco, eles conseguiram fazer com que esse gene "desligasse" o cromossomo extra da trissomia 21.

O próximo passo é avançar dos testes em células para as cobaias. Os cientistas pretendem estudar se essa "terapia cromossômica" é capaz de corrigir patologias em ratos com a síndrome de Down.

http://noticias.terra.com.br/ciencia/pesquisa/cientistas-conseguem-desligar-cromossomo-da-sindrome-de-down,8820337129def310VgnVCM20000099cceb0aRCRD.ht



Comentários ()

26 de setembro de 2017 às 07:13

mont blanc pens disse:

I would like to show thanks to this writer just for bailing me out of such a scenario. Right after surfing throughout the search engines and meeting ideas that were not productive, I assumed my entire life was done. Existing devoid of the approaches to the problems you have solved by way of your main article content is a crucial case, and the kind which might have in a wrong way affected my career if I had not noticed your site. The expertise and kindness in touching all things was vital. I am not sure what I would have done if I had not encountered such a thing like this. I can at this moment look ahead to my future. Thanks very much for your skilled and effective guide. I will not think twice to endorse your blog to anyone who desires guide on this matter.
18 de setembro de 2017 às 23:07

golden state warriors jerseys disse:

My spouse and i were absolutely cheerful that Albert managed to deal with his web research out of the precious recommendations he was given in your weblog. It's not at all simplistic to just choose to be giving out key points that many people today could have been making money from. So we see we have you to appreciate for this. All of the explanations you have made, the simple site navigation, the friendships you will make it possible to engender - it's everything amazing, and it's really letting our son and us understand the article is fun, which is particularly fundamental. Many thanks for everything!
30 de dezembro de 2016 às 02:43

lboR2zD9AU disse:

finefroghair, I am still laughing. You have some skills. :)cn[]noUtructive one, if they are dems shame on them as well. Unlike you, I have no love for any of these politrickster parties.
09 de novembro de 2015 às 14:19

JOÃO LEANDRO DOS SANTOS disse:

QUE DEUS ABÇOE A TODOS E SUCESSOOO


Deixe seu comentário

Seu Nome:

Seu Email:




Leia mais

Paraplégico volta a andar utilizando transmissor Bluetooth



Pesquisa da USP cria técnica que reduz enxaqueca com fisioterapia

Fisioterapia na região do pescoço ajuda a amenizar sintomas da doença.
Foco são mulheres com restrições a remédios, como gestantes.


A Fisioterapia e a síndrome de Down

A avaliação inicial da criança com Síndrome de Down deve ser holística, sendo importante estar alerta aos problemas associados à síndrome, tais como hipotonia, redução da força muscular, hipermobilidade articular, pés planos, escoliose, alterações respiratórias, instabilidade atlânto-axial, doença cardíaca congênita, deficiências visual e auditiva, presença de doenças convulsivas. Com esses dados, o fisioterapeuta é capaz de analisar as necessidades de cada criança e de sua família, planejando orientações e intervenções apropriadas para cada situação.



a Fisioterapeuta .com
Tendências da profissão de Fisioterapia. Debates e comentários sobre teorias, salários, especializações, vagas, empregos, concursos e muito mais
Projetado por Ronnan del Rey